10 perguntas e respostas sobre pagamentos no WhatsApp Pay | Finanças


Na verdade, “WhatsApp Pay” chegou ao Brasil como WhatsApp Pagamentos, para que amigos e familiares enviem dinheiro uns para os outros sem intermédio de um aplicativo de banco e sem sair da conversa. Aqui, reuni 10 perguntas e respostas sobre o funcionamento dos pagamentos por WhatsApp: limites, cartões aceitos, segurança, entre outros.

WhatsApp Pagamentos (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

1. Qualquer pessoa pode usar o WhatsApp Pay?

Não. É preciso ter pelo menos 18 anos para usar o recurso. Também é preciso ter um cartão de débito (ou múltiplo com a função débito) de um dos bancos parceiros (mais abaixo) para enviar pagamentos pelo WhatsApp.

2. Qual a diferença de Pagamentos do WhatsApp para o Facebook Pay?

O WhatsApp Pagamentos é um recurso que está dentro do Facebook Pay e este último é um produto da empresa Facebook, Inc.

Confuso? O Facebook é uma empresa que detém diversos produtos, entre eles a rede social Facebook, o Instagram e o WhatsApp. Ao invés de desenvolver uma plataforma de pagamentos separada para cada produto, é mais viável integrar todos os produtos em um canal só.

Por isso, os dados da carteira e transferência são registradas no Facebook Pay, o WhatsApp Pagamentos é só a “interface” que aceita os comandos do usuário. No Brasil, essas transações são efetivadas em parceria com o Facebook Pagamentos do Brasil Ltda., um provedor de serviços de pagamentos autorizado pelo Banco Central.

3. Quanto custa enviar ou receber pelo WhatsApp Pay?

Não custa nada. Nenhuma porcentagem da transação fica com o Facebook ou o WhatsApp. O usuário só precisa ficar atento com o saldo da conta bancária, para não cair no cheque especial.

WhatsApp Pagamentos (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

WhatsApp Pagamentos (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

4. Qual o limite para pagamentos no WhatsApp Pay?

Como o WhatsApp afirma, o recurso Pagamentos serve apenas para pagar amigos e familiares, não substitui, ainda, um sistema mais robusto como o Pix, por exemplo, justamente por ter limites de transações. Com o WhatsApp Pay, as restrições são:

  • Até R$ 1.000 por transação;
  • Só 20 transações podem ser recebidas por dia;
  • O limite mensal para transações é de R$ 5.000 (enviados ou recebidos).

O WhatsApp também comenta que a instituição financeira cadastrada pode estabelecer outros limites para o uso da ferramenta.

5. Quais cartões eu posso usar no WhatsApp Pay?

Por enquanto, só é possível pagar com cartões de débito. Cartões múltiplos são aceitos para a função débito.

6. Quais bancos já são aceitos no WhatsApp?

Para usar o WhatsApp Pagamentos, são aceitos os cartões de débito dos seguintes bancos:

  • Banco do Brasil: Visa;
  • Banco Inter: Mastercard;
  • Bradesco: Visa;
  • Itaú: Mastercard;
  • Mercado Pago: Visa;
  • Next: Visa;
  • Nubank: Mastercard;
  • Sicredi: Mastercard e Visa;
  • Woop, a conta digital da Sicredi: Visa.

WhatsApp e Nubank (enviar dinheiro pelo whatsapp é seguro?)

7. Como cadastrar uma forma de pagamento no WhatsApp?

Se tiver um dos cartões e respectivas contas nas instituições financeiras acima, já pode usar o WhatsApp para enviar dinheiro para amigos e familiares (desde que eles também tenham uma dessas contas para receber). Dá para incluir mais de uma forma de pagamento, mas os limites prevalecem os mesmos. Confira como cadastrar uma forma de pagamento no WhatsApp.

Caso envie dinheiro para alguém que não tem conta nos bancos parceiros, o WhatsApp Pagamentos estorna o valor em 24 horas.

8. A criptografia do WhatsApp protege os pagamentos?

É um pouco diferente: nas conversas, há criptografia de ponta a ponta para proteger as conversas, ou seja, só os participantes daquela discussão podem ler as mensagens. Nos pagamentos, por envolver outras empresas para efetivar a transação (os bancos), há proteção, mas um pouco diferente.

O WhatsApp garante que a comunicação entre o celular e os servidores do WhatsApp tem criptografia. Essas informações são salvas em um local separado, com várias camadas de proteção por software e hardware.

Ao fazer uma transação, um PIN configurado no Facebook Pay é exigido para completar a transferência — ou biometria, se o usuário tiver ativado essa opção. Ao salvar um cartão de débito para pagamentos, o proprietário também precisa fazer a verificação por SMS ou pelo aplicativo do banco correspondente.

Biometria protege os pagamentos (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

Biometria protege os pagamentos (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

Segundo o Facebook, também há um monitoramento antifraude que protege o usuário de atividades não autorizadas e um atendimento ao cliente estará disponível para assuntos relacionados ao WhatsApp Pagamentos.

9. Como evitar cair em golpes usando o WhatsApp Pay?

Assim como as demais plataformas, golpes aparecerão: seja em uma chamada telefônica, uma mensagem de “amigo ou parente” pedindo dinheiro emprestado, um e-mail ou o que mais a criatividade dos golpistas permitir. Portanto, é preciso ficar atento e conferir as informações antes de enviar dinheiro.

Há algumas dicas para proteger a conta do WhatsApp e evitar golpes, como o conhecido SIM Swap. Outros exemplos também podem ajudar abrir o olho sobre os perigos que envolvem o mensageiro.

10. Posso fazer pagamentos no WhatsApp Web/Desktop?

Ainda não. O WhatsApp Pagamentos apenas funciona no smartphone.

Com informações: WhatsApp 1, 2, 3, 4.



Fonte Notícia