SMARTPHONES

AMD Ryzen 6000 “Rembrandt”: APUs com RDNA 2 devem ter desempenho similar à NVIDIA GTX 1650

AMD Ryzen 6000 “Rembrandt”: APUs com RDNA 2 devem ter desempenho similar à NVIDIA GTX 1650

[ad_1]

Atualização (07/12/2021) – FM

A AMD deve anunciar uma nova geração de APUs (processadores com gráficos integrados) com arquiteturas Zen 3+ para CPU e RDNA 2 para GPU. Esse hardware deve ser apresentado oficialmente no início de 2022, segundo rumores prévios, e novas informações descobertas nesta terça-feira (07) aumentam as expectativas sobre seu desempenho gráfico.

A família “Rembrandt”, também conhecida como Ryzen 6000, será dividida em duas categorias nomeadas pelas séries “U” de entrada e “H” de alto desempenho. O HXL, vazador popular da indústria, divulgou que essas APUs podem chegar a 2.700 pontos nos benchmarks do 3DMark Time Spy, desempenho próximo à NVIDIA GeForce GTX 1650.

A publicação do leaker é quase enigmática, mas de fácil resolução — a imagem publicada é do pintor holandês Rembrandt, cujo nome batiza também as APUs Ryzen 6000, tal como é feito com a série “Vermeer” do Ryzen 5000 com Zen 3, homenageando o pintor Johannes Vermeer.

QUER RECEBER NOSSOS ARTIGOS PRIMEIRO?

* Campos Obrigatórios

O modelo testado no benchmark não é especificado, mas vale ressaltar que o hardware ainda está em fase de testes e, possivelmente, a versão utilizada no 3DMark Time Spy é uma amostra de engenharia (ES) sem otimizações prévias. Com isso, o desempenho final deve representar um salto ainda maior em relação às APUs com gráficos Vega.

A fim de comparação, a GPU Vega 8 das APUs Ryzen 5000 da atual geração atingem até 1.200 pontos nas métricas do 3DMark, ou seja, APUs com RDNA 2 devem entregar cerca de duas vezes mais performance em gráficos, expandindo também as vantagens contra a arquitetura Xe-LP da Intel, utilizada atualmente em seus chips de 12ª geração.









Economia e mercado
06 Dez




AMD Radeon RX 6400 e 6500 XT com GPU Navi 24 devem chegar no 1º trimestre de 2022





Economia e mercado
03 Dez


A AMD deve oficializar as novas soluções em meados de 2022, possivelmente durante sua conferência na CES 2022, que ocorrerá no dia 4 de janeiro.

Texto original (20/10/2021)

A primeira APU AMD Ryzen Rembrandt que fará parte da próxima geração da série Ryzen 6000 foi descoberta. Um rumor recente já dizia que a Rembrandt Ryzen 6000 APU está atualmente em produção, portanto, podemos esperar um anúncio no período em torno da CES 2022.

As APUs Rembrandt Ryzen da próxima geração da AMD serão baseadas nos núcleos de GPU Zen 3+ e RDNA 2. Mas esses não são quaisquer núcleos Zen 3 / RDNA 2: um roteiro menciona que os IPs centrais serão baseados em um node de processo de 6nm.

Espera-se que a AMD mantenha a arquitetura da TSMC para a fabricação das CPUs Rembrandt e, como tal, podemos esperar uma densidade cerca de 20% maior com melhor consumo de energia. A Zen 3+ da AMD foi declarada como sendo uma evolução da arquitetura do núcleo Zen 3 existente e levará uma gama de otimizações de processo e melhorias na velocidade do relógio.



AMD Ryzen 6000 “Rembrandt”: novas APUs já estão em produção e devem chegar em 2022, diz rumor





Rumores
06 Set




AMD Ryzen "Rembrandt" vaza com núcleos Zen 3 em 6nm, GPU RDNA 2 e RAM DDR5 a 5200MHz





Rumores
23 Set


As novas informações sobre a APU foram identificadas no banco de dados UserBenchmark rodando na plataforma Corsair Xenomorph, que parece ser o nome de um próximo AIO (FP7) com APUs Rembrandt.

Com base nas especificações, a amostra de APU AMD Ryzen 6000, codinome 100-000000518-41_N, tem um total de 8 núcleos e 16 threads. As velocidades do relógio são relatadas em uma base de 3,1 GHz e 3,9 GHz de boost. A APU também vem com uma nova GPU RDNA 2 que tem o ID 1CFA 0004:164D, embora não possamos dizer a configuração exata do núcleo ou os relógios nesta SKU específica.


A plataforma apresenta uma memória de 16 GB DDR5 4800 Mbps no fator de forma SODIMM, o que confirma que essa não é uma SKU de mesa, mas sim uma variante de mobilidade que cairia no segmento Rembrandt-H ou Rembrandt-U de APUs.

Como os relógios de núcleo são inferiores às peças existentes devido ao chip AMD Rembrandt ainda ser uma amostra de engenharia precoce, o desempenho é ligeiramente inferior ao do Ryzen 9 5900H, mas esperamos que ele obtenha um aumento decente à medida que nos aproximamos do lançamento. Dito isso, o chip obteve 111 pontos single-core e 1308 pontos nos testes de múltiplos núcleos.

Quais são as suas expectativas sobre as novas AMD Ryzen 6000 “Rembrandt”?



[ad_2]

Fonte da Notícia

pt_BRPortuguese