Corretora da África do Sul fecha as portas após travar saques de bitcoin e litecoin

A corretora de criptomoedas Ice3x, uma das mais antigas da África do Sul, anunciou na última terça-feira (06) o encerramento definitivo de suas atividades, supostamente devido a problemas de gestão de bitcoin e litecoin. A decisão deu-se após seus representantes legais aconselharem a descontinuidade dos serviços para então preparar um processo de liquidação.

Há cerca de um mês, a Ice3x travou saques de bitcoin e litecoin alegando discrepâncias nos saldos das duas criptomoedas, conforme diz a nota em sua página. Em um anúncio recente, a empresa afirmou ter processado todos os pedidos de saques feitos antes do anúncio e que agora esse processo foi desabilitado.

“Todos os saques registrados por meio do formulário (exceto BTC e LTC) até 06/04/2021 foram concluídos. Todos os ativos restantes (Tokens e FIAT) são agora mantidos em custódia pelos advogados de Manong Badenhorst e o processo de liquidação foi iniciado”, diz a nota desta quinta-feira (08).

Também na terça-feira, outra nota pediu calma e respeito dos usuários.

“Esteja ciente do fato de que a equipe está operando sob extrema pressão no momento e só pode fornecer a assistência que lhe foi instruída. Compreendemos sua frustração, mas seja respeitoso ao se comunicar com a equipe do balcão de atendimento”, disse a empresa.

Falta de liquidez de bitcoin

Uma análise feita pelo portal de notícias local Global Crypto reforça a suposta falta de liquidez de bitcoin e litecoin quando a empresa emitiu uma nota sobre desafios de liquidez no mês passado — antes da suspensão das negociações. Um cliente da Ice3x que falou com a reportagem da Global e pediu para não ser identificado, traduziu o esperado, segundo a publicação.

Segundo o cliente, quando o bitcoin caiu de preço o ‘stop loss’ não foi respeitado, assim como também sua ordem de venda na alta. “Em vez disso, foi executado muito mais baixo”, disse ele à equipe do do site. Ainda de acordo com a publicação, o fundador e CEO da Ice3x, Gareth Grobler, foi procurado para comentar o assunto, mas não respondeu ao pedido.

No momento, já são mais de uma dúzia de notas na página da empresa. Em última atualização, a Ice3x pede aos clientes “para não criarem vários tíquetes”, pois isso só aumenta a carga de trabalho e a quantidade de protocolos atrasa significativamente as operações.







Fonte da Notícia