Erro no CoinMarketCap mostra quedas de 70% de Cardano, Dogecoin e outras criptomoedas

Erro no CoinMarketCap mostra quedas de 70% de Cardano, Dogecoin e outras criptomoedas
Curso Código Milinário


O trader que abriu a página do CoinMarketCap na manhã desta segunda-feira (14) se assustou com as fortes quedas que pareciam atingir as principais criptomoedas do mercado.

A desvalorização, no entanto, não era real e sim um erro da plataforma, que é o site mais popular de monitoramento de preços.

A plataforma mostrava uma queda de 69% da Cardano e 70% da Dogecoin, duas criptomoedas que estão em alta de 5% e 3% nas últimas 24 horas, segundo o agregador CoinGecko.

Outros criptoativos que também registravam desvalorizações no site foi o Polkadot (-77%), Bitcoin Cash (-68%), Solana (-53%) e Theta (-61%) e EOS (-75%), entre outros.

Bug do CoinMarketCap (Font: CMC)

O erro atingiu também as stablecoins cujos preços são atrelados ao dólar americano e que não sofrem grandes variações. A Tether (USDT), por exemplo, mostrava uma queda de 98% enquanto a BTCB, que rastreia o preço do bitcoin, caia 100%.

Ao mesmo tempo, as duas criptomoedas líderes do mercado passaram imunes pela falha e mantiveram suas altas reais daquele momento de 11% para o Bitcoin e 6% para o Ethereum.

Além dos preços, o bug também afetou o funcionamento de outras partes da plataforma, como os gráficos do BTC e os dados de volume de negociação das criptomoedas.

A falsa queda nos preços fez a capitalização de mercado exibida no site cair para US$ 508 bilhões  naquele momento, um número 66% menor do que o valor real de US$ 1,6 trilhões.

Agora a falha parece ter sido resolvida e os preços do CoinMarketCap voltaram ao normal. O que causou esse erro, no entanto, ainda não foi divulgado.

No Twitter, a equipe do site se limitou a informar que estava enfrentando “dificuldades técnicas” devido a “uma latência nas APIs”, mas que os preços já estavam estabelecidos. Agora a empresa afirma que está trabalhando para recuperar os históricos de preços e que em breve, trará mais informações sobre o caso.








Fonte da Notícia