Huawei pode agora importar hardware automotivo dos EUA

Curso Código Milinário

Desde o ano retrasado (2019), a Huawei vem sofrendo com as sanções comerciais do governo dos EUA. Em setembro de 2020 a empresa teve o acesso negado para comprar componentes de empresas norte-americanas que são utilizados em seus smartphones. Agora, neste ano, estranhamente a fabricante chinesa de celulares finalmente conseguiu voltar a negociar hardware automotivo.

Segundo fontes confiáveis do site Reuters, as autoridades dos EUA aprovaram a compra de centenas de milhares de dólares em componentes automotivos fabricados na América do Norte. As peças que tiveram a importação autorizada são relacionadas a sistemas multimídia para carros que utilizam telas e sensores.

Enquanto há dificuldade na negociação de peças com empresas estadunidenses, a Huawei negocia com três montadoras de automóveis para ajudar no desenvolvimento de sistemas de infoentretenimento. Há também o desenvolvimento de um projeto de sistema operacional para carros inteligentes.

Devido às sanções aplicadas à Huawei pelo departamento de comércio dos EUA, a receita da chinesa está 2/3 dependente do mercado chinês

Segundo o site Nikkei Asian, devido às sanções do governo norte-americano aplicadas à Huawei, a empresa chinesa vem dependendo consideravelmente da performance de vendas no mercado doméstico chinês. Dois terços da receita da Huawei já pertencem ao mercado interno da China.

Huawei pode manter negociação de hardware automotivo por 4 anos

Segundo o site gizchina, acredita-se que a Huawei mantenha o contrato de importação de peças automotivas por quatro anos devido a média de tempo que os contratos costumam durar.

O que acha sobre a situação que a Huawei está passando? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais e pergunta a eles o que acham do assunto!







Fonte da Notícia