CRYPTOMOEDAS

Mineração tradicional do Bitcoin enfrenta dificuldades – Novo projeto promete mineração em nuvem e se destaca durante a pré-venda

Mineração tradicional do Bitcoin enfrenta dificuldades – Novo projeto promete mineração em nuvem e se destaca durante a pré-venda

 

A mineração do Bitcoin de forma tradicional tem enfrentado dificuldades. Na semana passada, no marco do bloco 830.592, a rede experimentou seu quarto ajuste este ano, com um forte aumento de 8,24%.

 

A mineração de Bitcoin (BTC) se tornou mais desafiadora, após um aumento de 8,24% na dificuldade da rede. Este aumento é o mais substancial do ano. Sucedeu a um aumento de 7,33% observado duas semanas ou 2.016 blocos antes.

QUER RECEBER NOSSOS ARTIGOS PRIMEIRO?

* Campos Obrigatórios

dificuldade mineração bitcoin

Dificuldade de mineração de BTC nos últimos 6 meses. Fonte: CoinWarz

 

Dos quatro reajustes registrados, três resultaram em aumentos. O último ajuste elevou o nível de dificuldade para um recorde de 81,73 trilhões. 

 

Com a dificuldade atual definida em 81,73 trilhões, a mineração de um bloco válido exige atingir um alvo notavelmente estreito. Isso em meio a um amplo espectro de possíveis valores de hash.

 

O próximo ajuste de dificuldade está agendado para o dia 28 de fevereiro. A partir de agora, os mineradores têm 1.987 blocos restantes até essa mudança. O hashrate da rede está atualmente estável em 570 exahash por segundo (EH/s), liderado pela Foundry USA com 34,25%.

 

Foundry possui um hashrate médio de cerca de 195,43 EH/s. Logo atrás está o Antpool, com 149,83 EH/s ou 26,26% do hashrate total da rede. Seguido por Viabtc, F2pool, Binance Pool e Mara Pool.

 

Cerca de 56 pools de mineração contribuem com seu hashrate para a rede Bitcoin. Além disso, o preço do hash, que representa o valor de um petahash por segundo (PH/s) por dia, é de US$ 83. O valor diminuiu em relação ao pico da última quarta-feira, que era de US$ 91 por PH/s.

 

Este aumento na dificuldade de mineração do Bitcoin sublinha a crescente segurança e vantagem competitiva da rede. Ao mesmo tempo, destaca os investimentos crescentes e o progresso tecnológico necessários na indústria.

 

À medida que a comunidade de mineradores enfrenta estas condições intensificadas, são antecipadas mudanças na sua dinâmica. Isso tem o potencial de moldar o quadro econômico do Bitcoin e a sua atratividade para os atuais e potenciais intervenientes.

 

Os ajustes antes da próxima redução para metade do Bitcoin representam momentos cruciais, destinados a influenciar a trajetória futura do ecossistema.

 

Ao mesmo tempo, os investidores estão empolgados com um novo projeto que promete mineração do Bitcoin em nuvem, o Bitcoin Minetrix.

 

>>> Visite o Bitcoin Minetrix <<<

Bitcoin Minetrix – Novo projeto de mineração em nuvem

O Bitcoin Minetrix (BTCMTX) está se apresentando no mercado como a primeira solução de mineração totalmente descentralizada. Por meio deste novo projeto, os investidores podem ganhar créditos para minerar Bitcoin.

 

Os traders estão empolgados com o recurso de staking para mineração. Isso porque oferece grandes recompensas ao mesmo tempo que incentiva a adoção a longo prazo do token.

 

O projeto também pretende resolver um grande problema. Isso porque pretende eliminar o risco de golpes de mineração em nuvem de terceiros e colocar o controle nas mãos dos detentores de tokens BTCMTX. 

Basta fazer staking com os tokens para ganhar créditos de mineração na nuvem e usá-los para extrair Bitcoin (BTC). As recompensas serão geradas a uma taxa de 158,5 BTCMTX por bloco ETH, durante um período de dois anos.

 

Tudo isso faz com que o Bitcoin Minetrix seja considerado uma das melhores criptomoedas que valem centavos atualmente. 

Como comprar BTCMTX durante a pré-venda

O primeiro passo para aproveitar a pré-venda do BTCMTX é baixar uma carteira Web3, como a MetaMask. Baixe a carteira MetaMask como um aplicativo no Android, iOS ou como uma extensão do navegador de desktop e configure uma conta.

 

Em seguida, acesse a página oficial da pré-venda do BTCMTX para conectar a sua carteira. No site da pré-venda do BTCMTX, você vai encontrar um ícone para “conectar a carteira”. Ao clicar neste botão, as carteiras Web3 compatíveis serão exibidas. Será solicitada a senha da sua carteira e você deverá responder se deseja ou não conceder permissão para a página.

 

Podem ser usados ETH, USDT ou BNB para compra de tokens BTCMTX. Tudo que você precisa fazer é digitar a quantidade de tokens BTCMTX que deseja comprar e finalizar a transação.

 

Se você quer fazer staking com os tokens e obter rendimento percentual anual (APY), selecione o ícone na página oficial do projeto. 

 

Os tokens adquiridos durante a pré-venda serão armazenados no site até o Evento de Geração de Token (TGE). Ainda não há um cronograma para o término da pré-venda. Isso porque dependerá do desempenho da venda de tokens.

 

Quando chegar a hora, retorne ao site de pré-venda e selecione a opção para ‘Reivindicar’ os tokens. Os seus tokens serão transferidos para a carteira cripto usada para compra durante a pré-venda.

 

>>> Visite o Bitcoin Minetrix <<<