Nasa inicia conserto do Hubble ao acionar hardware de backup


Depois de levar mais de um mês para descobrir a raiz dos problemas apresentados pelo telescópio espacial Hubble, que levaram à paralisação do computador de carga útil principal, a Nasa identificou que a causa estava na Unidade de Controle de Energia (PCU).

Essa peça garante que cada componente do hardware receba um suprimento constante de energia. Para poder trabalhar na solução do defeito, a agência espacial precisou alterar a configuração para hardware de backup, operação realizada de forma bem sucedida, na última quinta-feira (15).

publicidade

Nasa iniciou os procedimentos de reparo no Telescópio Hubble, que estava em modo de segurança desde 13 de junho. Imagem: NASA / Smithsonian Institution / Lockheed Corporation

Devido à adversidade ocorrida em 13 de junho, tendo a coleta de dados interrompida, o sistema precisou entrar em modo de segurança.

Após identificar a causa da pane, a equipe responsável pelo Hubble anunciou que precisaria mudar para um backup do computador de carga útil, que contém também uma PCU de backup.

Leia mais:

“Todos os testes de procedimentos para a troca e as análises associadas foram concluídos e a administração da Nasa deu a aprovação para prosseguir”, disse a nota oficial da agência na véspera da operação, afirmando que, se o procedimento fosse bem sucedido, levaria mais alguns dias para que o telescópio espacial retornasse completamente às operações científicas normais.

Procedimento incluiu trocas de interfaces de peças de hardware do telescópio espacial

Segundo publicado pela Nasa nesta sexta-feira (16), a mudança incluiu colocar online a Unidade de Controle de Energia (PCU) de backup e também a Unidade de Comando / Formatador de Dados Científicos (CU/SDF) de backup do outro lado da unidade de Instrumento Científico e de Comando e Manuseio de Dados (SI C&DH). A PCU distribui energia para os componentes SI C&DH e a CU/SDF envia e formata comandos e dados. 

Além disso, outras peças de hardware a bordo do Hubble foram trocadas para suas interfaces alternativas para se conectar ao lado de backup do SI C&DH. “Uma vez que essas etapas foram concluídas, o computador de carga útil de backup nesta mesma unidade foi ligado e carregado com o software de voo e colocado no modo de operação normal”, diz a nota.

Agora, a equipe do Hubble está monitorando o hardware para garantir que tudo esteja funcionando corretamente. Também foi dado início ao processo de recuperação dos instrumentos científicos fora de sua configuração de modo de segurança. 

Espera-se que essa atividade leve mais de um dia, pois a equipe executa vários procedimentos e garante que os instrumentos estejam em temperaturas estáveis. A equipe irá, então, realizar algumas calibrações iniciais dos instrumentos antes de retomar as operações científicas normais.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!








Fonte da Notícia