Posições abertas em futuros de bitcoin chegam a US$ 13 bilhões, a máxima do mês


A recente recuperação do bitcoin pode estar impulsionando os investimentos em contratos futuros à medida que as posições abertas chegaram a US$ 13,1 bilhões na terça-feira (15), o número mais alto desde o dia 19 de maio.

Dados do Skew divulgados pelo Coindesk mostram que durante o período de correção do ativo no mês passado, o montante travado em contratos futuros ficou em torno de US$ 10,5 bilhões. Em maio, o bitcoin teve o pior desempenho mensal em mais de dois anos, levando os investidores a diminuir suas exposições a produtos especulativos.

Conforme mostra o gráfico abaixo, é possível notar que apesar da recuperação dos últimos dias, o volume dos contratos futuros precisará crescer muito mais para se aproximar dos índices de abril. Naquele período, as posições abertas atingiram um pico histórico de US$ 27,4 bilhões.

Posições abertas em contratos futuros de bitcoin (Fonte: Skew)

A Binance é a plataforma com o maior volume de contratos futuros em aberto no momento, mas é acompanhada de perto por concorrentes que oferecem o mesmo serviço como a Bolsa de Chicago (CME) e as corretoras FTX, Bybit, OKEx e Deribit.

Nos contratos futuros, um investidor concorda em comprar ou vender bitcoin a um preço pré-definido, em uma determinada data. Quando o dia do vencimento do contrato chega, as posições do investidor são obrigatoriamente liquidadas, diferente dos contratos de opções em que é possível optar por comprar ou não o ativo.

O crescimento visto essa semana é positivo porque sinaliza que há mais dinheiro fluindo no mercado do bitcoin. Quando a queda da criptomoeda piorou na semana passada, o nível de atividade da rede despencou e fez as taxas de transação atingirem o nível mais baixo do ano de US$ 4,38, segundo o BitInfoCharts.

Recuperação do bitcoin

Esse movimento de volta dos investidores aos produtos especulativos sugere que a confiança está voltando ao bitcoin. Nos últimos dias, o criptoativo engatou uma recuperação mais substancial como efeito de notícias positivas ao setor, como a adoção do bitcoin como moeda de curso legal em El Salvador e comentários positivos de Elon Musk.

Nesta quarta-feira (16), o ativo acumula ganhos de 7,4% na semana. A porcentagem era mais alta no início da manhã, mas diminuiu à medida que o bitcoin enfrenta uma queda de 2,9% nas últimas 24 horas, sendo negociado a US$ 39 mil. No Brasil, o BTC está valendo R$ 197 mil, segundo o Índice de Preço do Bitcoin (IPB).







Fonte da Notícia