Preço do bitcoin se estabiliza enquanto o presidente do Fed diz que a inflação pode subir

A inflação nos EUA está em seu nível mais alto desde 2008. Embora o presidente do Banco Central dos EUA, Jerome Powell, acredite que vai diminuir, ele admitiu que pode permanecer nos níveis atuais ou até mesmo subir.

“Conforme a reabertura continua, as mudanças na demanda podem ser grandes e rápidas”, disse Powell em uma entrevista coletiva após uma reunião de dois dias do Federal Open Market Committee (FOMC). “E gargalos, dificuldades de contratação e outras restrições podem continuar a limitar a rapidez com que a oferta pode se ajustar, aumentando a possibilidade de que a inflação venha a ser mais alta e persistente do que esperamos.”

O preço do Bitcoin permaneceu praticamente inalterado com as notícias, já que a inflação já pode estar embutida no preço do ativo que muitos veem como uma proteção contra o fenômeno. De fato, sabe-se que a inflação está em alta há vários meses; o Índice de Preços ao Consumidor dos EUA em abril mostrou o maior aumento percentual anual em 13 anos.

O Federal Reserve, encarregado de controlar a oferta de dinheiro do país, tem como meta uma taxa de inflação de longo prazo de 2%. Embora a inflação diminua o poder de compra do dólar, um pouco dela pode teoricamente ajudar a impulsionar o emprego, pelo menos no curto prazo.

Mas depois de muito cair abaixo de sua meta de 2%, a inflação agora está bem acima dessa marca; os preços ao consumidor estavam 5% mais altos em maio de 2021 do que em maio de 2020. Portanto, o banco central pode ter que aumentar as taxas de juros para esfriar a inflação. Treze dos 18 funcionários agora esperam aumentar as taxas de juros de curto prazo antes do final de 2023.

Os defensores do Bitcoin geralmente lançam um olhar cauteloso, se não francamente desdenhoso, ao Fed. Com o número total de BTC limitado a 21 milhões, o Bitcoin é deflacionário e, teoricamente, deve aumentar em poder de compra à medida que a adoção se espalha.

Em uma aparição na conferência Bitcoin 2021 em Miami no início deste mês, o congressista Warren Davidson (R-OH) e a senadora Cynthia Lummis (R-WY) visaram a política monetária expansionista do banco central. Para evitar uma recessão durante a pandemia do coronavírus, ele criou e injetou vários trilhões de dólares na economia.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co







Fonte da Notícia