ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Procon-SP notifica Americanas S.A para explicar instabilidade no website online – Legislação – DMB TECNOLOGIA

[ad_1]

Acompanhando a instabilidade do website online de Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato, o Procon-SP notificou a B2W Companhia Virtual (Americanas S.A), dona das marcas, para explicar o que provocou a falha nos websites. O grupo confirmou em nota aos investidores que derrubou os servidores mediante a um acesso “não autorizado”. Desde sábado (19), as páginas estão fora do ar, e, no momento, só é possível entrar em contato com a empresa por meio do telefone de SAC da Americanas.

App da Americanas na tela do celular (Imagem: Bruno Gall De Blasi/DMB TECNOLOGIA)

Procon-SP quer saber quando websites voltam ao ar

O Procon-SP exige que a B2W informe exatamente quando o problema de acesso não autorizado foi constatado e qual a previsão para que os websites voltem ao commonplace.

A dona de Submarino, Sou Barato, Submarino, Shoptime e Americanas deve ainda relatar ao órgão de defesa do consumidor se tomou providências e adotou procedimentos relativos ao “protocolo de segurança”, além de medidas para mitigar danos decorrentes do ataque cibernético.

QUER RECEBER NOSSOS ARTIGOS PRIMEIRO?

* Campos Obrigatórios

Em seu grupo oficial de Telegram, o grupo hacker Lapsus assumiu a autoria da ofensiva contra os websites da B2W. Como mostrou o jornalista Felipe Payão, do Tecmundo, os hackers teriam acessado o sistema de pagamento e o chat interno dos serviços.

Em nota ao DMB TECNOLOGIA, a Americanas reforçou um comunicado emitido no ultimate de semana, confirmando que derrubou os servidores que hospedam suas páginas devido a um “acesso não autorizado”.

Para o Procon-SP, a B2W deve dizer que tipo de operações e transações foram comprometidas pela instabilidade, e quais foram os impactos aos clientes. O órgão pró-consumidor quer saber ainda se o banco de dados da companhia foi afetado, e quais informações podem ou não ter sido comprometidas.

Telefone do SAC da Americanas continua funcionando

Outra explicação a ser fornecida pela varejista ao Procon-SP é sobre como o cliente poderá exercer seus direitos previstos no CDC (Código de Defesa do Consumidor), como o de se arrepender de uma compra e pedir reembolso overall dentro do prazo de sete dias do pagamento. O Procon-SP quer saber se a B2W estabeleceu um canal alternativo para resolver esse tipo de questão.

Nos testes do DMB TECNOLOGIA, foi possível entrar em contato com o SAC das empresas por telefone.

Sem o número do pedido, o SAC da Americanas consegue identificar compras feitas anteriormente pelo e-commerce. Durante o atendimento, o cliente pode obter informações sobre rastreamento do produto, e se há um pagamento ou uma devolução de pedido em aberto.

Em contrapartida, o cancelamento ou troca do pedido leva o cliente ao aplicativo da Americanas, que se encontra fora do ar. Também não é possível trocar o endereço de uma entrega.

SAC da Americanas

  • 4003-4848 (capitais e regiões metropolitanas)
  • 0800-229-4848 (Estado do Rio de Janeiro)
  • 041-11-4003-4848 (demais regiões)

SAC do Submarino

  • 4003-5544 (capitais e regiões metropolitanas)
  • 0800-229-5544 (Estado do Rio de Janeiro)
  • 041-11-4003-5544 (demais regiões)

SAC do Shoptime

  • 4003-9898 (capitais e regiões metropolitanas)
  • 0800-229-9898 (Estado do Rio de Janeiro)
  • 041-11-4003-9898 (demais regiões)

Por fim, o Procon-SP demanda que a B2W comprove medidas de segurança, técnicas e administrativas para proteger os dados dos consumidores de acessos não autorizados, ou ainda de qualquer outra forma de “tratamento inadequado ou ilícito” conforme a Lei Geral de Proteção de Dados.

“A empresa deverá também esclarecer se tem um encarregado de dados nomeado e se realizou treinamento dos seus colaboradores sobre a aplicação da LGPD”, diz a nota do órgão pró-consumidor. A B2W tem até amanhã para enviar os esclarecimentos ao Procon-SP.

As páginas de Submarino, Americanas, Sou Barato e Shoptime continuam fora do ar até às 17h12 de hoje. O comunicado que aparece para o cliente que tenta acessá-las é praticamente o mesmo em todas:

“A companhia informa que, por questões de segurança, suspendeu proativamente parte dos servidores do ambiente de e-commerce e atua com recursos técnicos e especialistas para normalizar com segurança o mais rápido possível.”

Comunicado do website online da Americanas, que continua fora do ar até às 18h30 de segunda-feira (21) (Imagem: DMB TECNOLOGIA/Reprodução)



[ad_2]

Fonte Notícia