WhatsApp cria criptografia em backup de conversas; saiba mais

WhatsApp cria criptografia em backup de conversas; saiba mais
Curso Código Milinário

Na última quinta-feira (14), o WhatsApp lançou oficialmente o backup de criptografia de ponta a ponta, aos usuários do Google Drive (Android) ou iCloud (iOS). O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg fez o anúncio em seu perfil na rede social, e ressaltou o fato de o mensageiro ofertar uma camada extra de proteção para as conversas, áudios, vídeos, fotos, e documentos do app na nuvem.

Os dados do WhatsApp ficam armazenados nos celulares dos usuários e só podem ser acessados pelo remetente e destinatário dos chats. Apesar disso, as pessoas podem configurar o app para executar as cópias de segurança de tudo em serviços de armazenamento para evitar que os conteúdos se percam, ao trocar de smartphone.

Inclusive, vai ser possível duas formas de proteção: com senha definida pelo proprietário ou por meio de uma chave criptográfica de 64 dígitos, que apenas você vai ter o acesso. A companhia explica que nem mesmo o WhatsApp ou o provedor de serviços de backup, vai conseguir ler o conteúdo dos arquivos criptografados. Sendo assim, você pode guardar a senha com muito carinho, ou vai perder o acesso aos dados para sempre.

Para criar um backup com criptografia de ponta a ponta, os usuários precisam atualizar o aplicativo para a versão mais recente. Em seguida, é necessário acessar as Configurações > Conversas > Backups de conversas para receber as instruções na tela.

Implantação da criptografia em backup de conversas

Em suma, essa era uma novidade que estava em fase de testes nos últimos meses, e iniciou a disponibilidade em caráter experimental para algumas pessoas no iOS, desde a semana passada. Agora, a adição vai chegar para os mais de 2 bilhões de usuários, o que inclui quem acessa o app do Android. Vale ressaltar, que o processo vai ser gradual.

A criptografia de ponta a ponta é um trunfo do WhatsApp. É dito isso, pois impede que as pessoas não autorizadas tenham acesso ao conteúdo das interações no app. Essa é uma funcionalidade automática que protege mais de 100 bilhões de mensagens trocadas todos os dias na plataforma. Por outro lado, inviabiliza a quebra do sigilo do usuário.

Na última segunda-feira (11), um vazamento afirmou que o app vai começar a permitir que o usuário escolha o que quer levar para o backup. Vai ser possível incluir ou excluir arquivos específicos na sua próxima sincronização. Tais como as fotos, os vídeos, os áudios, os documentos e outros tipos de mídia.

Com informações, Mark Zuckerberg.

Fonte da Notícia